terça-feira, 24 de setembro de 2013

O barquinho vai...


Não tem coisa melhor que sair pro bar e beber a merecida depois de um longo período de trabalho ou estudo. A gente fica lá, na labuta, só pensando no dia em que chegará a folga.

Pole, Didi, Luis e eu não tínhamos dúvidas sobre o que faríamos, em Florianópolis, em pleno domingão. O objetivo era beber cerveja, comer peixe e camarão, em algum lugar agradável. Não seria difícil, pois estávamos hospedados no Canto da Lagoa da Conceição. Fomos recomendados por muita gente a ir à Costa da Lagoa, e para lá tomamos rumo.

Para chegar à Costa da Lagoa você tem que pegar um barco no centrinho da Lagoa. Custa R$ 15,00 ida e volta. Você vai navegar para um local onde não há acesso de carro. E vai ver belas paisagens da costa e casinhas as quais só vai passar pela sua cabeça a vontade de passar alguns dias por ali. 


O barquinho vai, e a gente feliz que só!


De trecho em trecho há pequenos piers, com uma casinha na beirada. São os pontos de parada do barco. De repente avistamos uma costa lotada de piers, mesas, restaurantes e bares nos quais as pessoas se divertiam e aproveitavam o domingo que tinha o clima senão ensolarado, ao menos um pouco quente e agradável. Não pensamos duas vezes e descemos ali mesmo, na parada 16. Que maravilha! A Vila da Costa da Lagoa é o paraíso pra beber umas, viu...


Quando vimos isso,
decidimos descer logo e aproveitar!
Logo na parada 16 fica o Bar e Restaurante Sabor da Costa. Passamos por ali meio que apressados, pois tínhamos combinado de nos encontrar com Siu, Neusa e Rê, em outro local. E ainda queríamos ver a igrejinha da Vila e a cachoeira. Mas que nada! Ficamos ali mesmo, logo no primeiro bar. Jajá, um dos donos, assava tainhas ali no pátio. Impossível passar e não olhar. 


O papo do Jajá, a tainha assando, e o barrilzinho de
cachaça em cima da mesa: não tem como resistir.


E foi assim que ele nos fisgou. Primeiro ofereceu tainha, e em seguida ofereceu a cachaça que é cortesia da casa. Vocês já imaginam como acabou esta estória... Bebemos cachaça, comemos tainha defumada à moda da Epagri, e bebemos cerveja, ao lado do Jajá.



O jeito é se entregar

Conversa daqui e conversa dali... Vixe! As meninas estão nos esperando em outro lugar. Vambora! Pagamos a conta. Jajá nos presenteia com um pouco de cachaça para nós levarmos e um copinho de barro com a marca do restaurante. Adoramos! Com certeza voltaremos nas nossas outras viagens para a ilha.



6 comentários:

  1. Nossa, que delícia Lê! Me lembrei agora da Ilha do Mel, onde tinha alguns lugares parecidos com peixes e cervas bem geladas. Que saudades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Você precisa conhecer a Costa da Lagoa, então... Vai adorar!

      Excluir

Muito agradecida!