quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Que é que tem de diferente?




Se tem uma coisa que eu gosto quando é pra escolher um bar pra ir, é saber se ele tem alguma coisa de diferente dos outros que eu já fui na minha vida. Pode ser bebida, comida, decoração, tema, sei lá. Se é diferente dos outros já chama a atenção. Aí você imagina a minha reação quando estou em Bonito, no Mato Grosso do Sul, e vejo lá uma casona de esquina com um pessoal comendo e bebendo numa varandona e o nome do local é “Rei da Carne de Jacaré”. Ahaaaaaaaa, neste lugar eu tenho que ir.


O nome do lugar já me chamou pra dentro!
 

Depois de Fatinha, Rodrigo e eu termos passeado na Gruta do Lago Azul, um dos pontos turísticos mais conhecidos de Bonito, nós fomos ao Rei da Carne de Jacaré, claaaarooo. Fomos almoçar, mas na lata cheguei e já pedi uma porção de isca de jacaré. A porção veio bem servida, bem feitinha, bem bonita, que delícia! Cerveja pra acompanhar, claro!


Só de lembrar da porção
me vem água na boca!

O local é super agradável. A casa tem uma varanda grandona, onde as pessoas dão preferência para ficar, tomar um ar, ver a rua. Já era quase fim de tarde e ainda chegava gente para almoçar, que nem nós. O pessoal aproveita as várias atrações turísticas da cidade pela manhã e início da tarde, e deixam pra almoçar depois.

E pensa numa tardinha boa esta! Só teve um probleminha que, como chegamos tarde e fazia aquele calor típico da região, quem foi antes bebeu quase toda a cerveja gelada que tinha. Para nós, restou duas Original. E depois passei pra batidinha mesmo, que eu adoro e tava muito boa.

Só observo o reinado do Jacaré...


Indico este lugar pra quem for a Bonito e nunca comeu carne de jacaré. Eu gostei da carne, viu, gente? Vale muito a pena experimentar e a porção não é nada muito mais cara que as porções que normalmente e cotidianamente comemos em São Paulo. Digo isso, porque antes de olhar o cardápio eu estava com muita vontade de comer o jacaré, mas estava com receio sobre o preço. Num sofre, não. Pede e come sem medo de ser feliz. Depois me conta, mas quem gosta de petisco de bar eu tenho certeza que vai amar.


A sina do Jacaré. Primeiro a gente abraça ele.
E depois a gente come ele.

Em tempo: claaaaaro que me lembrei do amigo Jacaré, de Brasília, nesta vivência rsrs. Até quase liguei pra ele pra dizer o que eu ia fazer.


7 comentários:

  1. Amo carne de jacaré. Com certeza farei um Pit stop qdo for pra Bonito. Lê e turismo me bem, várias dicas. Vai pensando ... Kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehehe quando é diferente assim e bem feitinho a gente indica...

      Excluir
  2. Que legal mas não sei Le se comeria a carne de jacaré ������

    ResponderExcluir
  3. Ai que gostoso! Mori de vontade. Quem sabe né um dia eu chego lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosana, vale a pena viajar a Bonito, se programar...

      Excluir
  4. muito bom, tem o atendimento tão bom quanto o melhor atendimento da zona norte com certeza!

    ResponderExcluir

Muito agradecida!